terça-feira, 26 de julho de 2011

" Eu vou fingir ,

.. que estou bem. Vou sorrir, vou fazer graça, vou ignorar o que aconteceu e vou viver. Mas não me peça para segurar as lágrimas quando eu estiver sozinha, não me peça para continuar atuando mesmo quando todos já estiverem indo embora. Posso até ser forte lá fora, mas aqui dentro, sozinha, só eu e meu travesseiro iremos saber o quanto as coisas estão difíceis. E o quanto as lágrimas já se tornaram rotina.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário